Protesto da Geração à Rasca

Protesto apartidário, laico e pacífico.
– Pelo direito ao emprego!
– Pela melhoria das condições de trabalho e o fim da precariedade!
– Pelo direito à educação!
– Pelo reconhecimento das qualificações, competência e experiência, espelhado em salários e contratos justos!
…Porque não queremos ser todos obrigados a emigrar, arrastando o país para uma maior crise económica e social!

Convocatória via Facebook: http://www.facebook.com/#!/event.php?eid=180447445325625

Sábado, 12 de Março, às 15h

Av. da Liberdade, Lisboa

Pç da Batalha, Porto

Esta entrada foi publicada em Contacto com as etiquetas , , . ligação permanente.

20 respostas a Protesto da Geração à Rasca

  1. Olá,

    Eu sou o Sr. David Moyes de Empréstimo Word, somos um legit, registrados e
    garantida companhia de empréstimo, e nós dar empréstimos a particulares,
    empresas, instituições públicas, igrejas e empresas
    organizações e pessoas de todos os tipos. Você está na necessidade de um empréstimo para
    qualquer finalidade? Você está em um problema financeiro? Você precisa financeira
    solução? Empréstimos a liberdade é a solução para todos os seus financeira
    problemas, nossos empréstimos são fáceis, baratos e rápidos. Contacte-nos hoje para
    que o empréstimo que você deseja, podemos organizar qualquer empréstimo para atender às suas
    orçamento em apenas 3% de juros. Se estiver interessado, entre em contato conosco
    imediatamente, o nosso endereço de e-mail é: wordloaninvestment@gmail.com
    Nome :_________
    Sobrenome :_________
    Sexo :_________
    Estado civil :_________
    Fale :_________
    Cidade / CEP :_________
    :_________ País
    Data de Nascimento :_________
    Montante do empréstimo, conforme exigido :_________
    Empréstimo prazo :_________
    Renda receita mensal / anual :_________
    Ocupação :_________
    Empréstimo propósito :_________
    Telefone :_________

    Obrigado por nos escolher!
    Atenciosamente,
    Sr. david

  2. Arrebenta diz:

    Há um cavalheiro que se quer meter no meio disso tudo, embora seja o principal responsável pelo pântano em que se tornou a sociedade portuguesa.
    Este é o seu retrato sucinto, para quem o desconheça.
    Foram sempre lobos com pele de cordeiro que assassinaram gerações e sociedades

    http://braganzas.blogspot.com/2011/03/o-mais-curto-mandato-de-cavaco-silva.html

  3. Nuno Martins Pina diz:

    Eu a vós,só vos posso oferecer uns cravos de Abril, porque esses mesmos, infelizmente já murcharam….deviam ir ter com os Capitães de Abril e os respectivos correligionários assim como os que se exilaram e depois voltaram como se fossem os libertadores da Pátria . Esses estão bem e ninguém consegue tirar-lhes as Mordonomias. A eles e aos seus.Se quizerem ter sucesso é fácil….pensem um pouco….
    A culpa não é dos vossos Pais ( geração anterior ) , mas sim de alguns Pinóquios encartados que andam por aí…..

  4. Pedro Pinto diz:

    Olá a todos,

    Parabéns pela iniciativa, tenho visto notícias sobre este acontecimento e por isso parece-me que é uma iniciativa com futuro.

    Para mim é bastante importante deixar bem claro que a culpa da situação não é só do governo, é de toda a sociedade.

    Eu sou engenheiro químico, tenho um salário base de 750 euros (líquidos) e tinha outros rendimento que entravam como prémios. No início de 2010 o meu patrão tirou todos os benefícios extra, a mim e aos meus colegas, e acabamos todos com o salário base.

    A situação irrita-me porque a empresa aumentou a facturação em relação aos anos anteriores mas, mesmo assim, ninguém valoriza o nosso trabalho.

    A única culpa que se pode atribuir ao governo na minha situação será pela falta de regulamentação ou fiscalização.

    Não há regulamentação dos salários, eu tenho este salário porque estou na empresa à 7 anos e nunca tive os devidos aumentos.

    E não há inspecção para verificar que a empresa não tem higiene/segurança no trabalho e também para verificar que os trabalhadores não têm os seguros de acidente de trabalho.

    Também fico triste porque sei que o salário médio dos licenciados portugueses anda nos 700 euros. Há muitos licenciados a ganhar bem mas isso também quer dizer que há muitas pessoas a passar mal.

    Em relação ao protesto, eu entendo que o nome “Geração à Rasca” não seja uma forma de limitar o protesto a uma geração específica.

    É importante deixar isso bem claro porque há pessoas das várias gerações que têm muitos problemas. E gostava de dar relevo às dificuldades de muitos reformados que têm muitas dificuldades para sobreviver com as reformas de miséria que têm.

    Eu também trabalho para uma associação sem fins lucrativos, e é trabalho voluntário.

    Também é importante referir a importância do trabalho voluntário em Portugal porque esta é uma forma de garantir muitas das necessidades da nossa sociedade.

    Em relação à massagem do protesto e ao futuro que se pretende propor para o país, penso que seria importante deixar claro que queremos a demissão dos governos (este e dos anteriores) e da gestão corrupta e incompetente (gestão pública e privada).

    É importante saber se a forma de resolver os problemas do país é através do trabalho voluntário e sem vinculo à tal gestão corrupta e incompetente.

    É importante saber se temos que ser nós, a sociedade, a pedir ajuda à comunidade internacional, assumindo a incompetência dos governos e gestores privados.

    Ou temos temos que saber se a única opção que temos é desistir do país e procurar trabalho no mercado internacional.

    Bem, esta é a minha motivação para estar ao vosso lado neste protesto.

  5. carlosovni diz:

    http://wacptblog.wordpress.com/2011/02/19/protesto-da-geracao-a-rasca/

    Se me permitem uma sugestão:
    Se puderem protestar e distribuir informação às pessoas sobre o que os bancos estão a fazer, seria óptimo, porque assim as pessoas assim viam de onde a “crise” tá a vir!
    A Islândia é o único País Europeu com Crescimento Económico porque não deram dinheiro nenhum aos bancos e ainda por cima estão a prender os banqueiros ladrões!
    Vejam aqui: http://wacptblog.wordpress.com/ (links, coluna à direita (Único País da Europa em Crescimento Económico))

  6. Pingback: Protesto da Geração À Rasca « Blog dos WeAreChange Portugal

  7. atento diz:

    Triste é ver uma classe de trabalhadores a falar mal dos jovens com expressões do tipo = queriam canudos agora fod**-xe!! estou a falar de individuos do estado bem remunerados, todos com cunha que foram comprados pelo sistema e que os interesses instalados não lhes deixa ver a verdade. Grandes casas, carros e vidas e voces jovens é que pagam a factura. Eles querem que voces paguem e voces querem mesmo pagar???? REVOLTA JÁ!!! uma lágrima no olho e uma geração a cair…REPITO:NÃO PAGUEM A FACTURA

  8. Inês diz:

    Gostaria muito de participar mas estou no Alto Minho…
    Acho que manifestações deste género podem ter significado (talvez até maior adesão) se forem partilhadas, pelo menos em três pontos do nosso país!
    Se estamos a falar de precariedade, não podemos descurar o facto de que as pessoas não têm dinheiro para fazerem deslocações tão grandes!
    Assim sugiro que hajam protestos marcados no Porto, Lisboa e Faro (a situação no Sul também está muito precária!).

  9. Não nos conseguem enganar mais com propaganda politica… propalada por uma comunicação social que pertence efectivamente aos 2 grupos partidários que têm desgovernado PT há 37 anos…PS e PSD e que estão ao seu serviço.
    A função Publica, cargos de relevo, efectivamente essenciais para o pais se desenvolver, não é mais do que uma prateleira onde se colocam os boys destas máfias partidárias, onde têm como função, não serem competentes no desenvolvimento do pais mas sim garantir, uma teia de corrupção e clientelismo, entre empresas privadas ,fornecedoras de serviços ao estado ( propriedade deles) e estes boys, alternando-se as cores partidárias mas o sistema é sempre o mesmo.
    NÃO NOS ENGANAM MAIS COM PROPAGANDA POLITICA.
    Por isso PT não avança, está refém desta Máfia Sectária, onde algumas sociedades Secretas, como a Maçonaria e a Opus Dei servem de agências de emprego e trafico de influências, garantindo que os seus iniciados façam votos de silêncio impostos nos rituais de iniciação para que nada se saiba.
    Em PT, todos os cargos de posição influente têm que ou ser Maçons ou ser Opus Dei.
    Investiguem por vocês próprios se não acreditam!

    NÃO NOS ENGANAM MAIS COM PROPAGANDA POLITICA.

    Enquanto PT não se livrar desta corja que sangra o pais em seu proveito e em circuito fechado, não conseguiremos evoluir nem avançar como Sociedade modernizando-nos.

    Se for para fazer uma manifestação de protesto onde no final da Av da Liberdade , vai cada um á sua vidinha, não contem comigo para essa palhaçada!
    Pois assim, nunca mudaremos efectivamente nada.
    Falam pela via pacifica mas essa é a linguagem que só interessa ao poder instituído, seja ele onde for, pois o Poder, seja ele de 1 estado Democrático ou Ditatorial, quando pede algo não é pela via pacifica…ou é pela expropriação ou é através da carga policial.
    Viu-se na Grécia, viu-se no Irão e viu-se no Egipto.
    Não hesitarão em matar os seus próprios cidadãos.
    O próprio estado, não hesitará em utilizar a força e o abuso para se impor…por isso não pensem que atitudes pacifistas, mudarão alguma coisa.
    NÃO NOS ENGANAM MAIS COM PROPAGANDA POLITICA.
    Nós sabemos bem que os actuais partidos políticos e seus dirigentes são apoiados e financiados por corporações privadas para garantir que cada vez menos, assumam as suas responsabilidades para com os trabalhadores, tais como o direito á Greve, á Seg Social, o Direito a Contrato de Trabalho, a Indemmenizações justas, no fundo, ao futuro do pais.
    NÃO NOS ENGANAM MAIS COM PROPAGANDA POLITICA.
    Sabemos bem o futuro que desejam para nós, liberalizando os despedimentos, a precaridade, com falsa propaganda politica mentindo que só assim teremos futuro.
    Se com as poucas condições que temos, já não temos qualquer visão de futuro, sem elas, não consigo imaginar como isso será possível…..a não ser para o futuro mais milionário das corporações que financiam o aparelho politico seja ele qual for nos determinados interesses estratégicos.
    Não vos chegou já uma revolução feita com flores?
    NÃO NOS ENGANAM MAIS COM PROPAGANDA POLITICA.

    NÓS TEMOS QUE MARCHAR DIRECTO Á ASSEMBLEIA DA REPUBLICA E O GOVERNO TEM QUE OU MUDAR OU GARANTIR EFECTIVAMENTE ALGUMAS MUDANÇAS E SÓ ABANDONAREMOS O LOCAL QUANDO AS NOSSAS REIVINDICAÇÕES FOREM GARANTIDAS.
    ASSIM CONTEM COMIGO

    Nuno Guerreiro

  10. Nuno Vasco Franco diz:

    Caros Promotores da manifestação Geração Enrascada

    Não se esqueçam de que têm de ir ao Governo Civil pedir uma licença para a Manifestação, e marcar local de concentração e hora.
    Penso que é importante que aja uma “frente da manifestação ” organizada para não se instalar o caos.
    E proibição de bandeiras ou símbolos partidários.
    Vai ser necessário ter um palco que pode ser pedido na Cãmara junto dos serviços deles. Informem-se no site da CML.E um sistema de som audível.
    E um local de encerramento que pode ser nos Restauradores.
    Não se deixem aproveitar por partidos políticos.
    Já surgiu outra mensagem na net a pedir 1 milhão de pessoas nas ruas. Penso que se tudo isto circular da maneira como está a circular na net, irão aparecer muitas pessoas que tal como vocês se sentem lesadas.
    Vão ter que assumir a responsabilidade do que estão a fazer, e dar a cara sem medo. Acho que esta manifestação sendo bem organizada pode ser bastante interessante para abanar o sistema politico e não só o governo que não é o único culpado de irmos chegar no 4º trimestre aos 11,1% de Desempregados.
    Mais do que criticar há-que apontar soluções. Boa sorte

  11. Ana diz:

    Apenas um testemunho de alguém que JÁ NÃO PODE MAIS…
    Sou uma jovem de 27 anos e comecei a trabalhar aos 16 anos. Já trabalhei em sapatarias, em lojas, numa parafarmácia e em call centers. Em todos estes trabalhos fui bem sucedida, visto ser, e citando colegas e chefes: ‘uma pessoa inteligente, trabalhadora e atenciosa’. Claro que falta dizer que nunca deixei de estudar por isso, todos estes trabalhos foram em part-time e trabalhos de férias para ajudar a pagar os estudos: Licenciei-me com boa nota e concluí um Mestrado com melhor média. E posso dizer que deu bastante trabalho.
    Acabado o mestrado consegui trabalho durante quase um ano como bolseira de investigação científica. Trabalho duro, para quem não sabe, pois além de exigir muito mentalmente, também é fisicamente exigente, tendo mesmo tido vários dias de trabalho de 13 horas, alguns fins de semana e ainda levava trabalho para casa (trabalho este sempre feito com vontade, sem nenhum queixume). Terminados os primeiros meses deste contracto foi renovado por mais 4 meses. Terminado este período deixou de haver dinheiro para renovar contracto e fiquei desempregada.
    Sempre vivi em casa da minha mãe (que é mãe solteira e não é rica), e nos ultimos meses fui ajudando com uma parte do meu ordenado. Agora estou desempregada e não posso ajudá-la, em vez disso sou eu quem precisa de ajuda. Nunca tive direito a qualquer subsídio, nem de desemprego, pois como bolseira não tenho direito a nada disso. Nos anteriores trabalhos nunca tive acesso a um contracto superior a 6 meses, pelo que apesar de já ter descontado para a segurança social, nunca tive direito a subsídio de desemprego.
    Procuro activamente trabalho, vou fazendo pequenos trabalhos mal pagos para me manter (dobrar circulares, etc). Tentei arranjar trabalho em lojas (não é um sonho, mas até as coisas se ‘endireitarem’) mas não consegui porque, apesar de ter alguma experiência, tenho ‘demasiadas qualificações’ e sou olhada com alguma reserva pelas gerentes e funcionárias. Nem para trabalhar nas limpezas me querem, mesmo sabendo eu limpar e passar a ferro (coisas que sempre fiz em casa desde os meus 13 anos). Entretanto fiz alguns pequenos cursos de formação profissional para adquirir novas competências. Fazer outra licenciatura está fora de questão porque não há dinheiro e, com esta idade eu preciso é de trabalhar para poder construir a minha vida, para ter um FUTURO! Não tenho carro (é uma despesa fixa que não posso pagar). Não posso ir viver junto com alguém, não há dinheiro; tampouco casar. Não posso pedir um empréstimo. Até tenho algumas ideias de negócio mas não me concedem empréstimo: não tenho bens nem fiador. Não posso ainda ser mãe…
    Além de tudo isto e a contribuír para a minha revolta, sempre que vou a qualquer repartição pública vejo: pessoas (efectivas) que não trabalham bem, nem se esforçam por melhorar, atendem mal as pessoas e têm limitações a vários níveis. Não falam línguas, não percebem quase nada de informática, não se actualizam e, muitas vezes, nem percebem muito do que estão a fazer. E ainda temos de ouvir comentários reducionistas de género ‘Esses filhinhos de papás que se façam à vida’. Pois não temos senão feito outra coisa!
    Ora, posto isto…não me venham dizer para: ‘me fazer à vida’… que ‘só por ser licenciada quero um grande emprego’…que ‘estes jovens não trabalham e só querem viver à custa dos pais’! Por mais que existam alguns jovens assim são, de facto, uma pequena minoria e tal argumento não deveria servir para tentar ANIQUILAR UMA GERAÇÃO INTEIRA! Falam de pessoas que se fizeram uma licenciatura, se esforçaram de alguma maneira para ter uma vida condigna …uma VIDA À QUAL TÊM DIREITO… pessoas que se têm esforçado até então e nunca tiveram direito a nada! Não estamos a falar de pessoas que nunca quiseram fazer nada na vida, nem que se encostam a subsídios de insersão social ou de desemprego, que nunca se quiseram esforçar porque ‘estão bem como estão’.
    Toda a minha vida me esforcei (e vi a minha família esforçar-se), toda a minha vida trabalhei para poder vir a ter algo mais que ‘uma vida em casa da mãe’. Em todos os trabalhos que fiz, fi-los o melhor possível, mesmo não gostando do que estava a fazer. Sou supostamente inteligente… mas pelos vistos não sou é ESPERTA! Porque apesar de todo o esforço, nunca tive direito a nada! E neste momento penso mesmo em ir trabalhar para fora. Mas até para isso tenho que primeiro arranjar um trabalho qualquer por cá para poupar algum dinheiro, para não ir sem nada – porque NADA é o que eu tenho!
    Que país é este onde além de não haver um único governante confiável … ainda tenho de ver e ouvir comentários estúpidos de pessoas que vêm a realidade de uma forma deturpada, ora através de lindos óculos cor de rosa: ‘Jovens façam mas é outra licenciatura, e outra, e mais outra…pode ser que acertem’; ora de alguém que certamente ocupa um cargo quentinho qualquer: ‘Até nem tenho nenhuma formação em particular, terminei o meu 10º ano, arranjei um taxo e aqui fiquei…nem tive de me preocupar … e daqui vocês não me podem tirar…não é que eu seja muito bom profissional mas… tenho os meus direitos laborais de EFECTIVO’… enfim…
    Em suma, que país (e que gente) de merd*! … e não peço desculpa pela ‘indelicadeza’!
    Todos temos direito a construír uma vida, direito a ter um emprego condigno que permita fazer planos a um prazo mais longo do que os 3 meses de um contracto num call center qualquer! Tenho direito a poder ter a minha casa … tenho direito a poder ser mãe… tenho direito a poder VIVER!
    E são estes os direitos FUNDAMENTAIS que estão a negar a uma geração inteira!
    Já não posso mais! É TEMPO DE AGIR!

    • Nuno diz:

      É tempo de dizer: “Que parva que eu sou”
      Claro que em sentido figurado, mas o sentimento é o mesmo e partilhado por muitos de nós em situação identica.

      Força…

    • Borboleta diz:

      Ai é?E como conseguiste arranjar tantos trabalhos?
      Pois é minha cara,as pessoas que têm sorte que guarde isso para elas.
      Uns com tão pouco e outros com nem pouco.

    • Filipe diz:

      …e pensar que todos os anos, boys e girls entram sem concurso para um sem número de empresas do estado ou participadas por este… 0 estado a que isto chegou quando os nossos melhores não têm lugar cá dentro…

  12. Joel Lucas diz:

    Caros Senhores,
    Não é a ir para a rua pedir mais e melhor para a nossa classe que resolvemos a questão.
    No limite o Sr. primeiro-ministro abre uma vaga para cada um dos participantes da manifestação na administração local! E será que o nosso problema fica resolvido?
    É preciso mais que isso! É preciso mais uma vez deixar de olhar para o nosso umbigo como tem feito os nossos pares e antecessores. Apelo à organização do movimento que reformule a causa de modo a envolver toda a comunidade trabalhadora que pretenda que o país mude e que se repense.
    Alguém entende o que digo?

  13. Pingback: Envelheci Muito Novo, Lamento « A Educação do meu Umbigo

  14. PEDRO GOUVEIA diz:

    SE ME PERMITEM UMA SUGESTÃO TEMOS QUE CONSEGUIR FAZER CHEGAR ESTE APELO A COMUNICAÇÃO SOCIAL, QUANTOS MAIS FORMOS MELHOR!
    CONTEM COMIGO PARA O K FOR PRECISO!

    • Olá Pedro!

      Obrigada pela força! Todo o apoio, ideias, ajuda (…) que queiras dar estamos aqui para te ouvir e agradecemos sem dúvida! Somos um núcleo de 4 pessoas e todos os que nos queiram ajudar serão bem vindos! Estamos a tentar arranjar ideias para que todos possam participar, mesmo não vindo a Lisboa! Por isso contribui! Junta-te a nós!🙂

    • RED diz:

      A Comunicação Social pertence justamente àqueles que não têm o mínimo interesse em ver a juventude enriquecer, pois para quem quer mais poder, dividir a riqueza é um péssimo investimento.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s